Grau de Confiança

Grau de Confiança
O Poder da Confiança, elemento chave que faz toda a diferença.

Como lidar com um funcionário em quem não confia.
Programa Espião Para AndroidComo administrador ou empresário de uma empresa e bem provável que algum dia você terá que lidar com um funcionário em quem não confia plenamente. Esta pode ser uma situação que o irá colocar numa posição bastante desconfortável, mas que deve ser tratada da forma mais eficaz possível.

Se você tem um funcionário que você não pode confiar, e que este, continua a possuir a liberdade para ter o mesmo tipo de comportamento indesejado, o seu negocio pode acabar por sofrer consequências negativas diretamente resultantes das práticas erradas desse mesmo funcionário. Uma má abordagem deste tipo de problemas pode, inclusive, levar a processos judiciais contra a empresa. Além disso, muitas vezes é muito mais rentável para empresa levar a cabo algum tipo de ação corretiva, do que simplesmente descartar e substituir o funcionário em questão.

Como saber se seu colaborador está lhe roubando?
Existem diversos meios para pegar o “Possuidor das coisas alheias” (Ladrão). Em media de cada 10 empresas, 9 delas tem os colaboradores que se sujeitam a roubar dinheiro da empresa que trabalham. Em grande parte esses colaboradores roubam por estarem endividados, desesperados para pagar suas dividas, e não medem esforço para que o dinheiro venha ate ele de forma mais fácil e rápida.

Em negócios com falta de controle de flux de caixa, isso acaba sendo um prato cheio para que o colaborador utilize esta brecha para roubar. Funcionários desonestos são os maiores desafios que qualquer negócio tem de enfrentar. Pode ter acontecido com você muitas vezes de notar certas discrepâncias durante o fechamento de caixa. Isso pode ser um indício de que há algum funcionário desonesto na empresa.

Muito se pode fazer para você pegar o funcionário desonesto, o primeiro passo a lhe prepara uma armadilha, pode se instalar câmeras de vigilância. Essas câmeras devem ser escondidas ou colocá-las de uma forma que o colaborador não perceba. Normalmente elas permitem a conexão a um monitor em uma sala remota ou permitem o monitoramento via web. Agora você está apto a descobrir quem é seu funcionário desonesto monitorando do seu caixa, cofre, ou qualquer outro lugar desejado. É recomendável ter alguém para fazer esse monitoramento em tempo real. Dessa forma, na ocorrência de alguma irregularidade, é possível confrontar o funcionário imediatamente. Se não for possível, você terá as gravações da câmera para provar, caso o funcionário negue o crime cometido.

As empresas têm o direito de monitorar tudo o que os funcionáriosPrograma Espiao Para Celular fazem no computador do trabalho, desde que a vigilância seja previamente informada e esteja prevista em contrato, caso o profissional seja pego pelo monitoramento fazendo algo proibido pelo empregador, ele pode ser demitido por justa causa.

Para quem fica o dia inteiro na frente do computador, o rastreamento pode soar invasivo, mas o argumento das empresas é que, se o instrumento é para o trabalho, ele não pode ser usado da forma que os empregados bem entendem.

E sempre a empresa e que paga o pato.
Os especialistas em direito eletrônico, o que legitima o poder das empresas de vigiar os empregados é a própria legislação. O Código Civil prevê que o empregador é responsável por tudo o que os trabalhadores fazem usando as conexões e os equipamentos da empresa. Isso significa que, se um funcionário cometer um crime por meio do computador do trabalho, a empresa responde judicialmente pelo caso. O funcionário também poderá responder pelo crime, mas os prejudicados costumam processar as empresas por conta de elas terem mais poder e dinheiro em caso de indenizações. “Quem paga o pato é a empresa”.

 Topo